Ep. 22 - A Internacional

Ep. 22 - A Internacional

About this show

A INTERNACIONAL
[L'Internationale, Letra: Eugène Pottier (1871) / Música: Pierre Degeyter (1888),]

De pé ó vítimas da fome
De pé famélicos da terra
Da idéia a chama já consome
A crosta bruta que a soterra
Cortai o mal bem pelo fundo
De pé, de pé, não mais senhores
Se nada somos em tal mundo
Sejamos tudo ó produtores.
Bem unidos façamos
Nesta luta final [REFRÃO]
Uma terra sem amos bis
A Internacional
Senhores patrões chefes supremos
Nada esperamos de nenhum
Sejamos nós que conquistemos
A terra mãe livre comum
Para não ter protestos vãos
Para sair deste antro estreito
Façamos nós com nossas mãos
Tudo o que a nós nos diz respeito.
Refrão
O crime do rico a lei o cobre
O Estado esmaga o oprimido
Não há direito para o pobre
Ao rico tudo é permitido.
À opressão não mais sujeitos
Somos iguais todos os seres
Não mais deveres sem direitos
Não mais direitos sem deveres.
Refrão
Abomináveis na grandeza
Os reis da mina e da fornalha
Edificaram a riqueza
Sobre o suor de quem trabalha.
Todo produto de quem sua
A corja rica o recolheu
Querendo que ela o restitua
O povo quer só o que é seu.
Refrão
Nós fomos de fumo embriagados
Paz entre nós guerra aos senhores
Façamos greve de soldados
Somos irmãos trabalhadores.
Se a raça vil cheia de golas
Nos quer à força canibais
Logo verá que nossas balas
São para os nossos generais.
Refrão
Pois somos do povo os ativos
Trabalhador forte e fecundo
Pertence a terra aos produtivos
Ó parasita deixa o mundo.
Ó parasita que te nutres
Do nosso sangue a gotejar
Se nos faltarem os abutres
Não deixa o sol de fulgurar.
Refrão
PROBLEMATIZANDO!
1) – Faça uma comparação entre A Internacional e a letra da música “Luta de Classes” do Cidade Negra.
2) – Relacione a frase com que Karl Marx encerra a sua obra de F. Engels “O Manifesto Comunista”: ‘Proletários de todo o mundo, uni-vos’ com a letra de A Internacional.
3) – Como A Internacional vê questão da Guerra entre as nações? Faça uma discussão sobre este tema.
4) – A Internacional é o Hino de um dos principais movimentos sociais que foi teorizado por Kal Marx e Friedrich Engels no século XIX e implantado no século XX. Cite e caracterize tal movimento diferenciando-o do atual estágio em que se encontra a humanidade.
5) – Por que os trabalhadores e ou os proletários são internacionalistas e a burguesia e ou as elites são nacionalistas?
6) – Como você vê a relização de greves de soldados fora de um período revolucionário? Quem tem arma em punho pode fazer greve?
7) – Qual a sua posição a respeito da distribuição das armas aos (às) cidadãos (ãs)? A luta armada hoje, a guerra de guerrilhas é exequível para a tomada do poder, para arrancar esses milicos parasitas que estão instalados, inscrutados no Governo Federal?
8) – O que o autor da letra deste hino quis dizer com (...) Paz entre nós guerras aos senhores (...)?
9) – O quanto de verdade há neste trecho do hino A Internacional: “O crime do rico a lei o cobre, O Estado esmaga o oprimido, Não há direito para o pobre, Ao rico tudo é permitido. (...)” Justifique sua resposta.
10) – Qual a parte deste hino é conservador, apesar de se tratar de um hino revolucionário, muito temido pelas burguesias nacionais?
more

Language

Portuguese

Top CategoriesView all